terça-feira, 31 de agosto de 2010

ORAÇÃO


Uma das maneiras de saber o que pensamos sobre Deus é ver alguém orando ou falando sobre oração.

Não gosto de algumas expressões que enfraquecem o ser humano criado à imagem e semelhança divina. Tais expressões descaracterizam o ser humano e seu relacionamento com o Pai. Digo isso porque muitas expressões como “oração forte”, “Deus só atende no devido tempo”, “Deus livra os seus”, “Deus se obriga a responder a oração do fiel”, “Quanto maior o número de pessoas orando, mais Deus se presta a ouvir e responder”, etc., além de serem inverdades, contradizem a graça de Deus dispensada a todos, enfeiam o cristianismo e empobrecem a oração.

A oração não deve ser uma bandeira hasteada que identifica um divino movido à fidelidade ou quantidade de orantes, pois, além de não sermos fiéis e dignos dessa resposta, o Deus da Bíblia mostrado por Jesus, não parece mesquinho.

Orações que buscam a aquisição e não a transformação parece o encontro que choca o velho pai ou avô que, quando chega, seu maior desejo é receber um abraço da criança e, o que encontra é a cobrança daquilo que poderia ter trazido em suas mãos.

Já conheci um tanto de gente que Deus é como um pai que representa apenas a providência mensal.

Não estou dizendo que não creio que coisas maravilhosas possam acontecer. Deus é um ser surpreendente, mas não devemos nos relacionar com ele prioritariamente no âmbito do utilitarismo.

Mais do que mão, Deus é coração, amor, relação e presença.

A oração, antes de perceber a mão, percebe o coração.

Sabe por que oro?

Oro porque a oração é a melhor parte da vida cristã com sentido.

Oro porque a oração é o caminho místico de amizade com Deus.

Oro porque a oração é o entrosamento de corações que se entrelaçam em cumplicidade eterna apesar de termos como contar o tempo.

Oração não pode ser e nem é técnica e ferramenta que mexe o braço de Deus. A oração é nosso jeito de aquietar a alma e sentir o amor de Deus entendendo o ser “Emanuel-Deus conosco”.

A oração antes de ser uma prática com hora marcada é um estilo de vida que aprende a caminhar com Deus no dia-a-dia. É como passarmos o dia com alguém que amamos e sabermos que está conosco, e quando necessário trocar idéias, desabafar, expor crises, chamar para chorar junto... coisas do tipo que limpam a alma e mostram dignidade na relação.

Se pararmos pra pensar melhor, veremos que de tanto andar com uma pessoa, acabamos parecendo com ela. Imagino que conheceremos alguém que anda com Deus quando ela se parece com Jesus.

2 comentários:

Sandra Lucia disse...

Que maravilha de reflexão sobre a oração!!! É assim que creio!!!

Lifeology - by Nias Gomes disse...

Quase sempre vejo pessoas com orações no estilo das citadas no texto. Não pode não ser verdade o que eles expressam, entretanto Eles desconhecem o verdadeiro relacionamento que Deus anseia ter com a humanidade. Adão tinha o relacionamento ideal. Esse post é simplesmente um alerta aos leitores do quanto pode ser melhor a ORAÇÃO.